MAPAS DE MONITORAMENTO CLIMÁTICO DAS REGIÕES CAFEEIRAS

SEMANAIS

MENSAIS



Atualização: Março de 2017

O quadro a seguir mostra os intervalos de precipitações ocorridas na região cafeeira paranaense de Março/2016 a Fevereiro/2017, em comparação com a média histórica.

Histórico de Chuvas Região Cafeeira do Paraná (mm/mês)

historico


decendio
Figura 1. Chuvas (mm/decêndio) em Londrina – de Março/2016 a Fevereiro/2017.




Balanco Hidrico
Figura 2. Balanço Hídrico segundo Thornthwaite e Matter (1955), de Março/2016 a Fevereiro/2017 - (CAD 100mm).



Situação das lavouras de café na região de Londrina

(Atualizado em Março de 2017)



Lavoura de café IPR 107 (resistente à ferrugem)


Cercóspora: 2% de incidência
Bicho Mineiro: 30% de folhas minadas
Larvas nas folhas: 8% de presença
Ferrugem: 2% de incidência no terço médio inferior
Crescimento médio: 3,79% nós, considerando as extremidades dos ramos plagiotrópicos do terço médio da planta
Enfolhamento: 97,1% de enfolhamento dos pés.
Rosetas: 0 rosetas por ramo em média
Frutos: 0 frutos presentes no 4º e 0 frutos presentes no 5º nó em média.


Lavoura de café IPR 106 (resistente à ferrugem)

Cercóspora: 8% de incidência
Bicho Mineiro: 22 % de folhas minadas
Larvas nas folhas: 0 % de presença
Ferrugem: 6% de incidência no terço médio inferior
Crescimento médio: 3,25% nós, considerando as extremidades dos ramos plagiotrópicos do terço médio da planta
Enfolhamento: 102,1% de enfolhamento dos pés
Rosetas: 0 rosetas por ramo em média
Frutos: 0 frutos presentes no 4º e  0 frutos presentes 5º nó em média.



Equipe Técnica:


Paulo Henrique Caramori

Pablo Ricardo Nitsche

Raul Gonçalves Ribeiro


Recomendar esta página via e-mail: