Pecuária de Leite e de Corte
 
Líder do Programa: José Antônio Cogo Lançanova



O Que Faz

Desenvolve estudos nas áreas de reprodução, obtenção de novas raças e manejo sanitário e nutricional de rebanhos. Também investiga fontes alternativas, inclusive resíduos agroindustriais, para alimentação dos animais.


Alguns Resultados

Purunã

Produto genuinamente paranaense, resulta de cruzamentos dirigidos envolvendo as raças Caracu, Canchim, Charolês e Aberdeen Angus, trabalho conduzido na Estação Experimental Fazenda-Modelo por mais de mais de 30 anos.

Caracu e Canchim transmitiram rusticidade, tolerância ao calor e resistência aos carrapatos. Charolês contribuiu com a velocidade de ganho de peso, grande rendimento de carcaça, elevado porcentual de carnes nobres e pequena capa de gordura. Já a raça Angus conferiu precocidade, tamanho adulto moderado e temperamento dócil, além de carne macia e com alta qualidade de marmoreio. Destaca-se ainda a habilidade materna e boa produção de leite das vacas, características herdadas de Caracu e Angus.


Vitelo Tropical

A tecnologia de obtenção do Vitelo Tropical dá aos produtores de leite a possibilidade de explorar bezerros machos – normalmente descartados de rebanhos leiteiros – como opção de renda na propriedade.


Projetos em Andamento

O Programa Pecuária de Leite e de Corte se ocupa de temas tão variados como a caracterização biológica de raças, cruzamentos de bovinos para a produção de carne, avaliação de sistemas de criação de búfalos nas condições do Estado, estudos para o aproveitamento do macho leiteiro e investigações com o objetivo de desenvolver a criação de ovinos e caprinos no Paraná.


Recomendar esta página via e-mail: