O Estado do Paraná, situado entre 22 e 27oS de latitude, com altitudes de 0 a 1300m, caracteriza-se por apresentar grande diversidade de clima, solos e relevo, que proporcionam ambientes favoráveis para o cultivo de um grande número de espécies vegetais. Diversos microclimas com regimes térmicos e pluviométricos distintos podem ser observados ao longo do território paranaense, associados com variações de latitude e altitude. O Estado se situa em uma região de transição climática, passando de um clima subtropical com invernos mais amenos ao Norte para uma condição que se aproxima dos climas temperados ao Sul, onde os invernos são mais severos e a estação de crescimento das plantas é mais bem definida.

Se por um lado a diversidade representa a grande riqueza do Paraná, por outro lado é necessário conhecer esse potencial e identificar as regiões com características adequadas para cada espécie vegetal, para que o potencial produtivo possa ser maximizado. Assim, as análises que resultaram no zoneamento apresentado nesta página, tiveram como alvo a delimitação de regiões climaticamente homogêneas, com condições adequadas para o cultivo de culturas anuais e perenes, bem como as melhores épocas de semeadura de culturas anuais. Por meio da redução dos riscos associados aos fatores climáticos, proporcionada pelo cultivo nas regiões e épocas adequadas, são oferecidas aos produtores melhores condições para obterem produtividades mais elevadas com menor risco, sem que haja aumento nos seus custos de produção. Além disso, os resultados desse trabalho foram transferidos ao Ministério da Agricultura e do Abastecimento para normatização de crédito aos produtores, possibilitando que o dinheiro investido pela sociedade através de financiamentos tenha maiores possibilidades de retorno produtivo.

Recomendar esta página via e-mail: