IAPAR

15/05/2019

Diretoria do IAPAR realiza reuniões no Noroeste

Diretoria do IAPAR realiza reuniões no Noroeste(15/05/2019) A diretoria do IAPAR participou de uma extensa agenda de reuniões nesta terça-feira (14) em Maringá e em Paranavai. Em pauta, questões institucionais e técnicas.

No Parque de Exposições de Maringá, onde ocorre a Expoingá, o presidente do IAPAR, Natalino Avance de Souza, e o diretor de pesquisa, Rafael Fuentes, participaram do lançamento do Selo de Qualidade Regional durante o Encontro Regional de Agroecologia, promovido pela Emater-PR.

Em seguida, a diretoria do IAPAR e membros da Emater, como o diretor técnico Nelson Harger, fizeram uma reunião com a presidente da Sociedade Rural de Maringá (SRM), Iraclézia Araujo. Foi apresentado o modelo de reestruturação e os aspectos positivos da reformulação do Sistema Estadual de Agricultura do Paraná (Seagri) à presidente Iraclézia, que salientou a importância da parceria de longa data entre a SRM e os órgãos estaduais do setor agrícola. 

À tarde, em Paranavai, a diretoria do IAPAR participou do Forum Regional Paraná Livre de Febre Aftosa Sem Vacinação, promovido pela Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento (Seab). Souza e Fuentes acompanharam o secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, na apresentação das propostas aos produtores rurais e técnicos da região Noroeste.  

Logo depois, Souza e Fuentes reuniram-se com funcionários do IAPAR do Polo Regional de Paranavai. Eles explicaram quais são as propostas de reformulação do Seagri e de que forma isso deve ser benéfico para todo o corpo técnico e de apoio da instituição. Souza ressaltou que as mudanças são necessárias para melhorar o sistema agrícola paranaense e que a diretoria está se reunindo e conversando com todos os colaboradores.

“Muitos estados do Brasil fizeram mudanças nas instituições agrícolas de forma abrupta, sem ouvir os funcionários. Aqui no Paraná estamos desde o começo do ano ouvindo e dialogando com todos”, ressaltou Souza. Fuentes lembrou que o grupo de funcionários do IAPAR que trabalhou no projeto de reformulação visitou diversos estados pelo país para conhecer as melhores propostas de união de entidades agrícolas.

O pesquisador Mario Takahashi questionou a possibilidade do fechamento de estações experimentais pelo estado. Souza explicou que a ideia é reforçar a estrutura do IAPAR. “Se pudermos contratar gente, reformando e melhorando, com certeza vamos fazer. Vamos analisar caso a caso”. Segundo Fuentes, as visitas feitas às estações do Iapar espalhadas pelo Paraná evidenciaram boas iniciativas. “Gostamos muito do que vimos em locais como Palmas, Santa Helena e aqui em Paranavaí”, reforçou Fuentes. Ele acredita que o Polo de Paranavaí será amplamente beneficiado com a possível reformulação do Seagri.

Os pesquisadores do Polo de Paranavaí fizeram uma apresentação dos principais resultados no local. Katia Gobbi destacou os experimentos com mandioca cultivada de forma convencional ou sobre palhada de capim-marandu. Mateus Azevedo, líder do Programa de Energias Renováveis do IAPAR, tratou das pesquisas com macaúba, oleaginosa com alto potencial de produção óleo para consumo humano e produção de biodiesel.


Serviço de Imprensa do Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR)
Lucas V. de Araujo (MTb 4037)
Tel: (43) 3376-2005 | 99122-2369 / Correio eletrônico: lucasaraujo@iapar.br
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.