IAPAR

26/04/2019

IAPAR e Emater-PR debatem monitoramento da irrigação no Noroeste

Avança monitoramento da irrigação no Noroeste(26/04/2019) Profissionais do IAPAR e da Emater-PR discutiram os resultados de monitoramento com tensiômetros realizado na área de pastagem irrigada dos produtores de leite Antonio e Luzia Moreira, de Terra Rica (Região Noroeste do Estado).

O monitoramento vem sendo realizado desde setembro de 2018 com dois conjuntos de quatros tensiômetros cada uma, instalados a 20 cm e 40 cm de profundidade, num pasto de grama estrela africana branca, destinada ao gado leiteiro. Moreira realiza leituras diárias dos tensiômetros e verifica, e anota o volume de chuva no pluviômetro quando ocorre e a lâmina de água quando realiza irrigações noturnas, pelo Programa de Irrigação Noturna (PIN). Essas informações de 200 dias contínuos foram repassadas diariamente ao grupo de profissionais pelo WhatsApp, as quais foram organizadas em gráficos, comparando as tensões de água no solo com as chuvas e irrigações.

Esses resultados possibilitaram mostrar à Família Moreira que houve secamento do solo pela falta de chuvas em dezembro de 2018, e em janeiro e março de 2019. Com esses resultados, Moreira decidiu iniciar as irrigações quando as leituras dos manômetros dos tensiômetros estiverem próximos aos valores de referência, que foram determinados em função dos teores de areia total para os solos da Região Noroeste do Paraná pelos pesquisadores do IAPAR Celso Helbel e Jonez Fidalski.

Além dos pesquisadores, participaram da reunião os extensionistas Edson Luiz Diogo de Almeida, Edson Fortunato Siquerolo, Marcio Antonio Beliscei, Rodrigo Araujo Borges e Rodrigo Liu Vieira, todos vinculados à Emater-PR.


Texto e foto: pesquisador Jonez Fidalski.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.